terça-feira, 20 de março de 2012


Eu pequenininha, grão... Dia desses fui carregada por um vento forte e caí num buraco qualquer. Quando achei que não poderia piorar, alguém passou correndo e deixou cair uma porção de terra sobre mim. Enterrada... Sofri, chorei, tomei sol e chuva, tive medo da escuridão. Os dias foram passando e assustada fui crescendo, modificando, logo me vi planta, pequeno broto e desabrochei em bela flor.

P.S. Se todos entendêssemos que na vida as dificuldades são apenas etapas para o que se sonha ser, seria menos doloroso o caminho que percorremos desde semente até flor.

(Karla Thayse Mendes – 19/02/12)

Um comentário:

Adriana Borghi disse...

Tudo que eu precisava ler!

Te amo de verdade mesmo.